×
Home
FocoNews
Clássico Rei
Carro e Campo
Mosaico
Fatos e Notas
Especial Foco
Fotos
RN em Foco
Espaço GEEK
Edições
Anuncie aqui
Fale conosco









#carro e
campo

Indústria 4.0: rompendo barreiras com inovações Do ponto de vista do consumidor, a Indústria 4.0 adequa sua linha de produção para a customização em massa com bens ou produtos

A indústria 4.0 nada mais que um conjunto de tecnologias que se beneficia da redução dos limites ou barreiras entre as pessoas e os mundos digital e físico, permitindo que as máquinas e os seres humanos trabalhem e se comuniquem de maneira colaborativa, o que promove a eficiência, minimiza a ociosidade e o desperdício, além de possibilitar a criação de processos e mercados.

Ela chegou para ficar. Essas mudanças foram impulsionadas pelo acesso maciço da sociedade ao mundo digital, que passou a influenciar todos os mercados. Pode-se dizer, portanto, que essa evolução partiu das necessidades da sociedade para o mercado, atingindo os meios produtivos e de serviços.

No contexto da Indústria 4.0, esse conjunto de tecnologias, chamadas habilitadoras, possibilita que as linhas de produção sejam ágeis e atendam o consumidor final de maneira personalizada, sem prejudicar sua produtividade.

Do ponto de vista do consumidor, a Indústria 4.0 adequa sua linha de produção para a customização em massa com bens ou produtos que atendam aos desejos e necessidades de cada consumidor, com custos semelhantes aos dos produtos não customizados e com prazo de entrega relativamente curto.

Por exemplo, por meio de um menu no site da empresa, o consumidor escolhe as configurações de um veículo, como motorização, acessórios, pintura, tipo do acabamento, cores internas, entre tantas outras. A empresa monta o veículo personalizado e entrega em poucos dias ao consumidor.

É uma nova indústria automotiva que nasce conectada a sistemas como Internet das Coisas, Realidade Aumentada, Big Data, entre outras soluções.

Outro diferencial desse modelo, agora do ponto de vista da empresa, é a rastreabilidade que possibilita acompanhar um produto, desde a fabricação até a entrega ao consumidor.

Permite, ainda, que a empresa analise o comportamento dos produtos durante o uso pelo consumidor e implemente, automaticamente, melhorias decorrentes desta análise, por meio de um processo ágil.

A grande utilização de sensores nos equipamentos e processos produtivos alavanca a produtividade porque as informações geradas pelos sensores permitem que a empresa identifique e corrija desvios e até erros de processos, o que impacta a qualidade do produto, o custo de produção, e a credibilidade da empresa.

Para conectar máquinas, sistemas e pessoas, a Indústria 4.0 tem diversos pilares de atuação, entre eles a análise de dDados de grande volume de cada etapa do processo produtivo é processado, gerando informações que são essenciais para um processo seguro de tomada de decisões.

A robótica os robôs incorporam novas capacidades simulando processos produtivos replicados de forma idêntica no mundo virtual. São realizados testes e aperfeiçoamentos na linha de produção virtual antes de qualquer mudança real, com melhor qualidade e eficiência.

Os sistemas são integrados em uma plataforma única onde todos têm acesso através da Internet das Coisas (IoT) e sensores enviam dados em tempo real, como o smartwatch nas linhas de montagem.

O ecossistema da Indústria 4.0 está inserido na cultura da inovação da empresa, de forma transversal e consistente, por meio da capacitação das pessoas para o desenvolvimento de novas habilidades e competências.

Nesse contexto, um espaço-chave para o desenvolvimento do capital humano é o FCA Industrial Innovation Center (IIC), estrutura que faz parte do World Class Center (WCC), centro de excelência que integra outras duas áreas:

Metodologia Word Class Manufacturing (WCM): desenvolve processos do sistema de produção, abrangendo aspectos como posto de trabalho, qualidade, manutenção e logística.

WPI (Work Place Integration): integra a planta aos setores de desenvolvimento e processos dos novos modelos que chegarão às linhas de produção.

O IIC é um laboratório criado para a realização de provas de conceito (PoCs), que são plataformas dedicadas aos experimentos de novas tecnologias, em um ambiente que reproduz em escala um cenário real.


(Foto: Divulgação)
Latam anuncia 20 novos voos entre Natal e São PauloNovas operação começam no dia 1º de novembro.

A Latam Airlines Brasil anunciou nesta sexta-feira (13) o aumento de 20 voos por semana na rota entre o Aeroporto de Natal e o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Ao todo, a frequência de voos entre os dois aeroportos sobe de 50 para 70.

Os novos voos vão começar a operar partir do dia 1º de novembro e as passagem já podem ser adquiridas pelo site da empresa e nos outros canais de venda.

Segundo a Latam, em comparação com os últimos 12 meses de atuação da empresa no estado, houve um aumento de 15% no volume de voos no Rio Grande do Norte. Em julho, a empresa já havia anunciado outros 13 voos semanais com destino a São Paulo, Fortaleza e Rio de Janeiro.

Segundo a Latam, os investimentos recentes no estado tem relação com o decreto assinado pelo Governo do RN em junho que possibilita a redução do imposto sobre combustível de aviões a até 0%.

"Isto é fruto do novo regime de concessão especial de tributação para as companhias aéreas. Acreditamos que incentivar essa indústria é garantir mais emprego e renda para a nossa população. Sabemos que o estado de São Paulo é o maior polo emissor de turistas para o RN e o aeroporto de Guarulhos é o principal centro de conexões de voos da Latam, portanto, esse incremento, partindo principalmente de Guarulhos, será fundamental para aumentar a competitividade do RN em relação a outros destinos”, disse a governadora do RN, Fátima Bezerra (PT).


(Foto: Divulgação)
Novo Hyundai HB20S é reveladoModelo reestilizado será apresentado na próxima semana; modelo terá porta-malas maior em relação à versão atual

A nova família Hyundai HB20 tem mostrado aos poucos e agora foi o HB20S que apareceu por completo – e apenas um dia após o principal rival, Chevrolet Onix Plus, ser revelado.

O fabricante não divulgou detalhes do modelo, mas, durante a apresentação prévia na Coreia do Sul, foi revelado a QUATRO RODAS que o porta-malas será 25 litros maior: 475 litros.

Assim como no hatch, já apresentado por fotos, o entre-eixos será 3 cm maior por conta de um enxerto na base. Vale lembrar que o sedã já havia sido flagrado durante gravações.

Em meio a essa operação conta-gotas, são mantidos sob sigilo da Hyundai somente a versão aventureira HB20X, além do novo painel que será aplicado a todos os modelos da família.


(Foto: Divulgação/Hyundai)
Vento favorece chuvas de brisa no RNO Centro de Alta Pressão tanto diminuiu sua intensidade como deslocou-se para a direção leste da sua posição normal

As condições dinâmicas que estão atuando sobre o Oceano Atlântico Sul estão influenciando a ocorrência de chuvas desde ontem (11), nas microrregiões leste e agreste do RN.

O Centro de Alta Pressão tanto diminuiu sua intensidade como deslocou-se para a direção leste da sua posição normal, favorecendo a diminuição do vento e a formação de chuvas. “Associadas as condições de temperaturas das águas e a umidade, o cenário é favorável para as chamadas chuvas de brisa”, explica o Chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.

Para os próximos dias essa condição de céu parcialmente nublado e pancadas de chuvas a qualquer hora do dia deverão continuar a acontecer.


(Foto: N10)
Onix hatch terá visual revelado junto com o PlusLançamento da nova geração de compactos será feito a conta-gotas, mas sedã começa a ser faturado antes

O Chevrolet Onix Plus, sucessor do Prisma, será lançado ao mercado na próxima semana.

Só que a GM prepara uma pequena surpresa para o evento, que será no Rio Grande do Sul: o sedã terá companhia do hatch – que fará sua primeira aparição oficial e terá o visual inteiramente revelado.

Segundo apuramos, porém, o cronograma de chegada às lojas não muda. A carroceria com três volumes será a primeira a ser faturada pelas concessionárias, a partir da próxima segunda-feira (9).

O lançamento da nova família será feito a conta-gotas: inicialmente, o Onix Plus será vendido apenas nas configurações com motor 1.0 turbo flex de injeção direta e 116 cv, aliado a câmbio manual ou automático de seis marchas. Com infomrações do Quatro Rodas.


(Foto: Guilherme Rezende/Quatro Rodas)
Turbina de avião da Gol pega fogo durante decolagemA aeronave estava com 154 passageiros, mas ninguém ficou ferido

A turbina de um avião da Gol pegou fogo na manhã desta segunda-feira, 2, durante decolagem do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro no Norte, no Ceará. O voo G3 1561 tinha como destino o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

A aeronave, um Boeing 737-800, estava com 154 passageiros a bordo e precisou ser esvaziada. Ninguém ficou ferido.

Em nota, a Gol lamentou os transtornos e informou que a aeronave apresentou uma "limitação técnica" no momento da decolagem, tendo que retornar para avaliação da equipe de manutenção da companhia aérea.

Segundo a empresa, os passageiros receberam assistência necessária e estão sendo acomodados nos próximos voos da empresa e de empresas parceiras.


(Foto: Divulgação)
VW confirma: SUV cupê T-Sport chega em 2020Utilitário esportivo com traços acupezados usará base de Polo, será posicionado abaixo do T-Cross

Em evento na Alemanha, com participação do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), a fabricante confirmou o lançamento do modelo em investimento de R$ 2,4 bilhões nas fábricas de São Bernardo do Campo e São Carlos, ambas em terras paulistas.

Segundo o site UOL Carros, a chegada ao mercado ocorrerá em maio do ano que vem.

O projeto, conhecido internamente como “CUV A0” no Brasil, na Europa foi apresentado como “New Urban Coupé” (novo cupê urbano, na tradução livre do inglês). O nome definitivo, porém, tem boas chances de ser T-Sport.

O cronograma prevê o início da fabricação em série no fim deste ano, mas há margem para iniciá-lo em 2020 caso o lançamento ocorra mesmo no fim do primeiro semestre.

Um esboço apresentado no evento confirma que o T-Sport será compacto e terá silhueta acupezada, conforme apontado por nossa reportagem em junho. Os traços do esquete são assinados por José Carlos Pavone, chefe de design da marca no país.


(Foto: Divulgação)
Honda Civic Si recebe leves retoques na Linha 2020 No interior, detalhes em vermelho foram acrescentados no painel e nos bancos.

A Honda revelou as versões 2020 do esportivo Civic Si, que chegam no mercado americano em setembro com preços a partir de US$ 25 mil.

As mudanças não foram muitas. No interior, detalhes em vermelho foram acrescentados no painel e nos bancos. Os faróis, as rodas e o para-choque traseiro ganharam novos desenhos. 

O carro se mantém com um motor de quatro cilindros e câmbio manual de seis marchas. A diferença é que ele teve a eletrônica recalibrada para melhorar a aceleração do veículo, embora números específicos não sejam revelados pela montadora.

Além disso, o assistente de direção Honda Sensing agora é item de série para o Civic Si. O pacote inclui recursos como frenagem automática anti-colisão, controle de cruzeiro adaptativo, assistência de faixa, faróis altos automáticos e um sistema de reforço de som que  emula os ruídos do motor quando a condução se torna agressiva.


(Foto: Divulgação)
Fim de semana reserva alerta de ventos de até 60 km/hA Marinha do Brasil recomenda que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação”

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, participa da possibilidade de ocorrer vento forte de sudeste a leste, com velocidade de até 60 km/h, em todo o litoral do Rio Grande do Norte ao Maranhão.

A previsão meteorológica descrita nesta nota, poderá ocorrer no período do dia 24 a 26 do corrente mês, até 21 horas e refere-se ao Aviso de Mau Tempo, divulgado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), de no 1075 do corrente ano.

Recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.


(Foto: Tribuna do Norte)
BMW Z4 ganha versão de 340 cavalos de potênciaCom câmbio de 8 marchas e tração traseira, o conversível vai de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos.

O BMW Z4 ganhou uma nova configuração topo de linha no Brasil. Mais equipada e potente em relação à sDrive30i M, vendida desde o primeiro semestre, a M40i parte de R$ 384.950.

O grande diferencial da versão está no motor, um 3.0 de seis cilindros com 340 cavalos de potência e 51 kgfm de torque, acompanhado do câmbio automático de 8 marchas e da tração traseira.

O conjunto leva o conversível de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos - mais rápido do que a abertura (ou o fechamento) do teto de lona, que leva 10 segundos.

De série, o Z4 mais caro é equipado com faróis de LED adaptativos com facho alto automático, rodas de 19 polegadas, comandos por voz, ar digital automático, sistema de som Harman Kardon com 12 alto-falantes e 365W de potência e head-up display.

Há ainda quadro de instrumentos digital e alertas sobre colisões iminentes, tráfego cruzado, mudança involuntária de faixa, entre outros, piloto automático adaptativo, sistema de estacionamento semi-autônomo, 4 airbags e monitoramento da pressão dos pneus.


(Foto: Divulgação)
Semana terá pancadas de chuva fracas e isoladas em NatalPara a capital, as temperaturas máximas e mínimas devem variar entre 21ºC e 28,5ºC. No interior, as temperaturas podem ir de 19º C a 35ºC

De acordo com a Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária (EMPARN), a previsão do tempo da terceira semana de agosto é de pancadas de chuvas fracas e isoladas. A análise dos meteorologistas indica que a semana começa com céu parcialmente nublado a claro no interior e ocorrências e pancadas de chuvas fracas e isoladas no Leste do Estado devido a atuação do sistema de brisa e essa deverá ser a condição predominante durante toda a semana. “O período chuvoso do setor Leste do Nordeste está finalizando e está iniciando a estação dos ventos mais fortes na região”, disse o chefe da Unidade, o meteorologista, Gilmar Bristot.

As temperaturas, tanto as máximas como as mínimas deverão se manter próximas das normais que deverão variar na capital entre as mínimas de 21ºC, as máximas de 28,5ºC. Para o interior nas regiões serranas, as mínimas poderão chegar a 19º C e as máximas a 35ºC.  Para a semana são as seguintes as previsões: segunda-feira (19), de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com possibilidades de pancadas de chuvas fracas e isoladas na região leste. Na terça-feira (20), também com céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com possibilidades de pancadas de chuvas fracas e isoladas na região leste.

As condições se repetem na quarta-feira, com céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com possibilidades de pancadas de chuvas fracas e isoladas na região leste. A  quinta-feira (22), de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado. A sexta-feira (23)será de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado. No sábado (24) repete o céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado. E, no domingo (25), também de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado.

No último fim de semana, da manhã de sexta-feira (16) até a manhã de hoje (19), a meteorologia da EMPARN registrou chuvas em 17 localidades, sendo as maiores nas regiões Leste e Agreste do RN. Uma pequena precipitação no Seridó, com 4,0 milímetros (mm), em Cruzeta (Base Física da EMPARN) e em Carnaúba dos Dantas, 0,7mm. No Agreste choveu em Monte das Gameleiras, 28,5mm; Santa Cruz, 13,2mm; Sítio Novo, 7,0mm, entre outros municípios. No Leste choveu mais forte em Canguaretama, 11,5mm e Montanhas, 11,4mm. Em Natal choveu  4,7mm.


(Foto: FIERN)
Soja em queda: Exportação do agro cai 3% em julhoJá o milho apresentou recorde de exportação em valor e quantidade para o mês, compensando em parte a queda das vendas de soja

As exportações do agronegócio somaram em julho US$ 9,2 bilhões , queda de 3,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as importações do setor foram de US$ 1,17 bilhão, baixa de 7,1%. Como resultado, o saldo da balança comercial alcançou quase US$ 8 bilhões. A principal causa da queda nas vendas externas do setor foi a retração nos preços das commodities exportadas pelo Brasil, principalmente, a soja em grão. 

De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, a redução do valor exportado do grão foi o principal fator responsável pelo recuo das vendas externas do agronegócio em julho. As exportações totais do agronegócio caíram US$ 323 milhões e a queda da soja em grão foi de US$ 1,29 bilhão.

Na contramão 

O milho apresentou recorde de exportação em valor e quantidade para o mês de julho, compensando em parte a queda das vendas de soja. Foram embarcadas US$ 1,13 bilhão, representando 6,32 milhões de toneladas. O Japão, principal destino do milho brasileiro no período, foi o país que mais contribuiu para o crescimento das vendas do setor, com mais de US$ 217 milhões em crescimento. A Coreia do Sul também se destacou, com quase US$ 119 milhões a mais em  relação ao mesmo mês em 2018. 

Outros produtos que apresentaram desempenho favorável para o mês de julho foram o café verde, com alta de 79,5% no valor e de 127% em volume, e o algodão, com crescimento de 362% o valor e 440% em volume. 


Fonte: Appa
Acordo Mercosul-UE vai beneficiar setor de fruticulturaO acordo entre os blocos econômicos prevê a eliminação de tarifas para diversos produtos

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14), no litoral piauiense, que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, anunciado em junho deste ano, vai beneficiar o setor da fruticultura brasileira. “Uma das coisas mais importantes [do acordo], lá fora não terá mais barreira para importar as frutas produzidas no Brasil, a tarifa será zero. Então, a fruticultura aqui de Parnaíba [PI] será pujante, vamos exportar mais ainda para a Europa. Com isso, vem emprego, vem desenvolvimento”, disse.

O acordo entre os blocos econômicos prevê a eliminação de tarifas para diversos produtos, como frutas, suco de laranja, café solúvel, peixes, crustáceos e óleos vegetais, além de cotas para a venda de carnes, açúcar e etanol.

Bolsonaro visitou, nesta quarta-feira, o Perímetro Irrigado dos Tabuleiros Litorâneos do Piauí, em Parnaíba, e reforçou os esforços do governo federal em concluir os canais de irrigação do projeto. “A vocação de Parnaíba é a fruticultura. Nós estamos fazendo muitos esforços para a arranjar recursos para essa área. Queremos concluir os canais de irrigação para que possa trazer trabalho e desenvolvimento para vocês”, disse.

O projeto de irrigação capta água do Rio Parnaíba por meio de um canal com 1,3 mil metros. Estruturado pelo Departamento Nacional de Obras Contras as Secas (Dnocs), o empreendimento é gerido pelos próprios produtores.

Nos cerca de 1,4 mil hectares já irrigados são produzidas frutas orgânicas como acerola, abacaxi, banana, manga e goiaba, com grande volume para exportação. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, há outros 2,4 mil hectares equipados e prontos para o manuseio da terra. O potencial total de irrigação é de 8,4 mil hectares, que deverão ser usados na segunda etapa do projeto.


(Foto: Alan Santos/PR)
Novo Cruze Premier freia sozinho e conta com WiFi a bordoVersão reestilizada repete atualizações do modelo americano e ganha frenagem automática de emergência na nova versão topo de linha

No mesmo dia em que a Honda revelou o novo Civic, QUATRO RODAS obteve em primeira mão informações e imagens do Cruze 2020 reestilizado.

O sedã, que será apresentado oficialmente no começo de setembro – as vendas começam no fim do próximo mês -, ganha o mesmo visual da versão vendida na América do Norte.

Passa, ainda, a oferecer WiFi e frenagem automática de emergência na nova versão Premier — que substitui a LTZ.

A GM alega que o Cruze é o primeiro carro com WiFi nativo do mercado, mas pode ser contradita por sua própria história: em 2011 a Chevrolet lançou a série limitada Agile WiFi, que vinha de fábrica com um roteador de internet sem fio.

Por outro lado, a frenagem autônoma de emergência (AEB) é uma estreia bem-vinda e ainda rara no segmento.

Externamente o Cruze 2020 passou por mais mudanças do que o rival Civic. O para-choque frontal foi trocado por uma peça de linhas mais destacadas, com uma entrada de ar maior e o logotipo da Chevrolet reposicionado para a porção mais central da peça.

Os faróis de neblina ficaram mais destacados e contornados por um friso cromado.


(Foto:Divulgação/Chevrolet)
Boeing encontra dificuldades e nova falha no 737Uma nova falha foi descoberta no avião Boeing 737 Max 8, mesmo quando a empresa tenta atualizar seu software para corrigir erros anteriores.

A Boeing está reescrevendo completamente seu software de pilotagem do 737 Max 8, depois de a FAA ter encontra um novo problema de software na aeronave, conforme cita a Business Insider.

A nova descoberta ocorreu no momento em que a fabricante norte-americana tenta corrigir um problema de software que teria causado dois acidentes aéreos em outubro de 2018 e março de 2019.

Conforme a Business Insider, a Boeing deve reescrever seu software e introduzir uma "mudança fundamental" para fazer com que a aeronave receba informações de ambos os computadores do controle de voo, ao invés de apenas um.

O sistema automático anti-stall do737 Max 8 depende de dois sensores nos ângulos de ataque da aeronave. Entretanto, quando os sensores forneceram dados incorretos o software falhou, fazendo com que os pilotos não soubessem da falha do sensor, pois a luz de alerta do sistema não estava operacional. Apenas aviões dotados dos opcionais monitores de ângulo de ataque estavam com a luz de alerta operacional.

Atualmente, a FAA está sob investigação no senado norte-americano sobre como o avião acidentado teria recebido a certificação. No início da semana, os líderes da FAA foram interrogados pelo Comitê de Apropriações do Senado. Com informações do Sputiniks.


(Foto: Reuters)
BMW faz pré-venda do Série 3 em aplicativoO BMW 320i tem motor 2.0 turbo de 184 cv de potência

A BMW abriu pré-venda da linha 320i, versão mais simples da Série 3, em um aplicativo de compras. Segundo a marca, quem pagar o sinal de R$ 1.000 através do Rappi, receberá de volta um vale-compra de R$ 2.000 em produtos e serviços do aplicativo de entregas.

O BMW 320i tem motor 2.0 turbo de 184 cv de potência e é vendido em três versões com preços promocionais neste período de pré-venda: 320i Sport (de R$ 195.950 por R$ 187.950), 320i Sport GP (de R$ 204.950 por R$ 199.950) e 320i M Sport (de R$ 219.950 por R$ 217.950). Depois os valores voltam ao normal.

Entre julho e agosto, o BMW 320i será importado da fábrica de Munique, na Alemanha. Ainda este ano, a versão será produzida na fábrica do BMW em Araquari (SC), onde já são produzidas as versões 330i Sport e 330i M Sport, lançadas por aqui no início de 2019.

De fábrica há bancos de couro com ajuste elétrico, ar-condicionado automático de três zonas, faróis full-led e rodas de liga-leve de 18". A opção intermediária Sport GP adiciona conexão para celulares Apple (a BMW não oferece o Android Auto em nenhum modelo), sistema de som premium, teto solar e assistente por inteligência artificial. 

A mais cara inclui rodas de 19", controlador de velocidade adaptativo e suspensão mais firme, entre outros equipamentos.


(Foto: Divulgação)
RN registra maior volume de chuvas desde 2012Chuvas ocorridas nesses primeiros seis meses do ano foram as melhores dos últimos sete anos tanto em quantidade, como em distribuição.

De janeiro até ontem (24) choveu, em média, entre 500mm e 800 mm no Rio Grande do Norte, tendo as Regiões de Martins e Grande Natal registrado os maiores índices e as Microrregiões de Pau dos Ferros, Borborema e Baixa Verde, com índices inferiores a 500mm. Estes são os dados da análise pluviométrica feita pela Unidade Instrumental de Meteorologia da EMPARN que apontam que em 2019, as chuvas ocorridas neste período foram melhores, quando comparadas aos últimos 7 anos, no que se refere a quantidade e distribuição. “O reflexo disso é a recarga hídrica nos reservatórios do Estado que foi melhor do que em anos anteriores e a agricultura apresentou uma recuperação na produção de grãos e pastagem para os rebanhos”, destacou.

Nas Mesorregiões Agreste e Central as chuvas observadas ultrapassaram a esperada, enquanto que as mesorregiões Leste e Oeste, foram abaixo.  “Na análise das chuvas ocorridas em 2019, quando se olha as médias pluviométricas comparadas com a chuva esperada conclui-se que no Estado como um todo a chuva ocorrida ficou próxima da chuva esperada, comprovando a previsão divulgada pela EMPARN em meados do mês de fevereiro de 2019”, disse Bristot.

O meteorologista alerta para o déficit detectado para o setor leste do Nordeste, já que climatologicamente, o período de chuvas acaba no início de agosto e nos meses de junho e julho as chuvas foram abaixo do normal. “A preocupação com esse comportamento nas chuvas no setor leste do Estado é com a recarga das lagoas que abastecem os municípios de Agreste e a população da Grande Natal, além da monocultura da cana de açúcar que predomina na região”, avaliou.


(Foto: Portal no Ar)
Chuvas: instabilidades na faixa leste do RN vão continuarEm Natal as temperaturas deverão variar entre a mínina de 21° e máxima de 28,5°

De acordo com a análise e previsão do tempo, até o próximo domingo (28), a semana terá céu nublado e pancadas de chuvas no Leste e Agreste do Rio Grande do Norte devido a presença das instabilidades de origem oceânicas, associadas ao sistema de brisa. "Neste início de semana observou-se também uma intensificação do centro de Alta Pressão do Oceano Atlântico Sul, o que influencia no vento e mantém as condições de instabilidades na faixa leste do Nordeste. As temperaturas - tanto as máximas como as mínimas -, vão se manter abaixo das normais que deverão variar na capital entre as mínimas de 21 o C, as máximas de 28,5 o C", revela o Gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot

Para a semana, as análises da gerência de meteorologia prevêem : segunda-feira (22) de céu nublado nas regiões leste e agreste com pancadas de chuvas. No interior do RN,  predominância de céu parcialmente nublado a claro com possibilidade de chuvas isoladas. Terça-feira (23), com céu nublado nas regiões leste e agreste com pancadas de chuvas. No interior predominância de céu parcialmente nublado a claro com possibilidade de chuvas isoladas. Na quarta-feira (24) - céu parcialmente nublado com pancadas de chuva no Litoral Leste e Agreste, parcialmente nublado a claro nas demais regiões.

A quinta-feira (25) de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuva no Litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. Na sexta-feira (26) o céu estará parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea leste. No sábado (27) de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea leste. O domingo (28) será de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea leste.

Fim de semana com chuvas

No fim de semana, desde a manhã da sexta-feira até as primeiras horas manhã de hoje (22), o boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária (EMPARN) registrou chuvas acumuladas  em 77 postos monitorados. Apesar de já estar fora do período chuvoso, a região semiárida potiguar registrou chuvas de 23 milímetros (mm), em João Dias, na mesorregião Oeste. E ainda em Antonio Martins, 21,0mm; Martins, 15,6mm, entre outros municípios.  Na mesorregião Central, as maiores chuvas ocorreram em Cruzeta(Base Física da EMPARN), 23,8mm; Parelhas 17mm e Santana do Matos, com 12,0mm. Na mesorregião Agreste em  Santo Antonio, com 28,6mm e Monte Alegre, 25,0mm, entre outros municípios da região.  Na mesorregião Leste choveu mais forte em Baía Formosa, 35,0mm; Canguaretama, 29,6mm e Espírito Santo, 26,7mm. Em Natal choveu 22,8mm.


(Foto: Tribuna do Norte)
Maior avião militar feito no Brasil será entregueSão 18,5 metros de comprimento, 3,45 metros de largura e 2,95 metros de altura reservados ao transporte de até 23 toneladas de cargas.

A Força Aérea Brasileira (FAB) está em fase final de testes do KC-390, a maior aeronave militar já desenvolvida e produzida no Brasil. Robusta, a aeronave lembra o clássico C-130 Hércules, avião militar de transporte de tropas e cargas. Mas o KC-390 foi desenvolvido para atender demandas acima das já cumpridas pelo Hércules.

Desenvolvido pela Embraer Defesa e Segurança, o KC-390 poderá atuar em diversos cenários e em pistas não preparadas. Após o término da fase de testes, ele poderá cumprir missões de transporte de cargas e tropa, lançamento de paraquedistas, reabastecimento em voo, apoio a missões humanitárias, combate a incêndios florestais, busca e salvamento e evacuação aeromédica. Sua velocidade máxima é de 870 km/h.

Sua capacidade de transporte é um capítulo à parte. São 18,5 metros de comprimento, 3,45 metros de largura e 2,95 metros de altura reservados ao transporte de até 23 toneladas de cargas. O KC-390 pode receber blindados, peças de artilharia, equipamentos de grandes dimensões, armamentos e até outras aeronaves.

O KC-390 tem autonomia de voo de 2.730 quilômetros de distância com a carga máxima. A elevada autonomia de voo será um trunfo em missões de busca. Sem carga, o avião pode percorrer 5.958 km de distância.

De acordo com a FAB, 28 unidades estão encomendadas para compor a frota. As duas primeiras serão entregues ainda este ano e ficarão em uma base em Anápolis. Antes, porém, as unidades passam por uma inspeção, para garantir que seus equipamentos estão aptos ao pleno funcionamento. No espírito da multifuncionalidade da aeronave, foram escolhidos pilotos de diferentes especialidades, como transporte, caça e patrulha.

“A proposta é que possamos agregar os conhecimentos das aviações e consolidá-los à doutrina da aeronave para que ela esteja preparada para executar as ações que a Força Aérea Brasileira precisar”, disse o Major Aviador Carlos Vagner Veiga, um dos selecionados para atuar na operação do KC-390, em entrevista à FAB.


(Foto: FAB)
Governo Federal busca baratear passagens aéreasSegundo informações da ANAC, de abril do ano passado à abril deste ano, o preço médio das passagens aéreas no Brasil aumentou 30,9%.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, afirmou nesta segunda-feira , 15, que as passagens áreas devem ficar mais baratas a partir de setembro. Segundo ele, novas ofertas de voos e entradas de companhias aéreas estrangeiras no mercado regional vão refletir no valor das tarifas.

“Novas empresas significa mais competição para os diversos destinos e isso vai ter um reflexo na tarifa. Outra coisa, as empresas que estão operando no Brasil, percebendo isso, estão começando a adquirir frota. Então, a gente vai perceber um aumento do número de aviões sendo disponibilizados e isso também vai ter um reflexo na tarifa. A gente vai começar a sentir este reflexo provavelmente a partir de setembro”, afirmou.

O ministro Tarcísio Gomes ponderou que a abertura de capital estrangeiro para as companhias de aviação é fundamental para o mercado brasileiro. Além disso, ele lembrou que a liberalização de normas e iniciativas de alguns Estados na redução de ICMS sobre o querosene de aviação, somada a transferência de ativos para a iniciativa privada, vai impulsionar o mercado de aviação.

“Nós tivemos agora a Norwegian vindo para cá, começando a fazer as rotas Rio de Janeiro-Londres e a Flybondi também se estabelecendo agora no Brasil, fazendo a rota Buenos Aires-Rio. Então, no final das contas, são empresas que já dão este primeiro passo para começar a operar no mercado brasileiro, ainda com rotas internacionais, mas no passo seguinte elas deverão se estabelecer no Brasil e a gente tem mantido conversas muito boas com uma série de empresas low cost (baixo custo). A gente deve ver estas empresas voando no Brasil em pouco tempo”, garantiu.

Segundo informações da Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC, de abril do ano passado à abril deste ano o preço médio das passagens aéreas no Brasil aumentou 30,9%.


(Foto: Rodrigo Mello Nunes/ iStock)
Inflação subiu 0,14% no mês de junho em NatalProdutos de origem do campo tiveram queda no preço

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da cidade do Natal, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema), registrou no mês de junho uma variação positiva de 0,14% em relação ao mês anterior. Com este resultado, a variação no ano ficou em 2,41%, nos últimos doze meses (de Julho/18 a Junho/19) atingiu 3,76% e 473,52% desde o início do Plano Real.

Também contribuiu no índice de inflação o aumento médio de 0,35% nos preços dos produtos que compõem o grupo Alimentação e Bebidas, o de maior peso na formação do IPC. Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Óleo e Gorduras (5,60%), Leites e Derivados (3,54%), Tubérculos, Raízes e Legumes (3,08%), Carnes e Peixes Industrializados (2,95%), Sal e Condimentos (2,67%) e Panificados (2,52%).

A pesquisa de preços constatou aumento no grupo Vestuário que apresentou neste período uma variação positiva de 0,41% em função dos itens: Calçados e Acessórios (1,11%), Roupa Masculina (0,89%) e Roupa Feminina (0,43%). Já o grupo Saúde e Cuidados Pessoais apresentou uma variação positiva de 0,35%. Os itens que mais contribuíram para esses aumentos de preços foram: Serviços Laboratoriais e Hospitalares (4,34%), Plano de Saúde (1,39%), Serviços Médicos e Dentários (0,77%) e Higiene Pessoal (0,75%).

Cesta Básica

O custo da cesta básica teve uma redução de 0,05% em relação ao mês anterior. Dos treze produtos que compõem a Cesta Básica, sete tiveram variação negativa: Feijão (-10,51%), Açúcar (-2,96%), Farinha (-2,56%), Óleo (-0,77%), Margarina (-0,62%), Frutas (-0,02%) e Carne de Boi (-0,01%) e seis tiveram variação positiva: Tubérculos (6,81%), Arroz (1,39%), Legumes (1,29%), Leite (0,63%), Café (0,61%) e Pão (0,50%).

O custo com alimentação por pessoa foi de R$ 354,65. Para uma família constituída por quatro pessoas, esse valor alcançou R$ 1.418,60. Se a essa quantia fossem adicionados os gastos com Vestuário, Despesas Pessoais, Transportes etc., o dispêndio total seria de R$ 4.374,43.


(Foto: Agencia Brasil)
Mostrar mais
Veja Também


Mais Blogs
Mais Recomendadas